Suspeitos de atirarem contra embarcação do Exército durante operação na fronteira do AM seguem foragidos

0
185

Os suspeitos de atirarem contra uma embarcação do Exército durante uma operação na fronteira do Amazonas com a Colômbia ainda estão foragidos. A informação foi confirmada na manhã deste sábado (6), durante coletiva de imprensa realizada na sede do Comando Militar da Amazônia (CMA), na Zona Oeste de Manaus. Durante a operação, foram apreendidos 1.200 kg de skank em uma embarcação na calha do rio Japurá.

De acordo com o chefe do Estado Maior do CMA, Edson Rosty, os traficantes atiraram contra a embarcação do Exército para evitar uma abordagem.

“Na hora da intercepção, houve uma troca de tiros. Os traficantes dispararam em direção à nossa embarcação para evitar a abordagem e na sequência, a embarcação colombiana foi encontrada abandonada com 1.200 quilos de drogas em seu interior”, informou.

Durante o confronto, cinco militares foram feridos, sendo que dois deles foram retirados da operação e levados para um hospital no município de Tabatinga, mas estão fora de risco e estão com seus familiares, segundo explicou Rosty.

Apreensão

Rosty destacou ainda a importância do trabalho realizado pelo Exército durante a operação. Além dos 1.200 kg apreendidos, outros 750 quilos de maconha foram apreendidos dentro de uma outra embarcação no rio Japurá, no dia 1º de janeiro.

Foto: Exército/Divulgação
Fonte: G1

Comentários

comentários