Supostos detentos fazem vídeo para denunciar comida com tapuru e rato

0
379

Na última quinta-feira, um vídeo publicado pelo Em Tempo mostra marmitas com comidas infestadas de tapuru e pedaços de rato. As refeições teriam sido entregues a detentos da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), localizada na Zona Leste de Manaus.

Uma familiar de um detento disse que os presos recebem a alimentação sem a higienização adequada e é comum eles encontrarem corpos estranhos no meio do alimento. Ela ressaltou ainda que há risco de infecção por doenças, já que não existe isolamento entre detentos saudáveis e presos doentes com enfermidades contagiosas.

“Lá há presos doentes com tuberculose e eles não são isolados. Deixam os presos doentes misturados com os sadios”, disse ela.

Assista o vídeo da comida supostamente feito dentro da UPP

Fonte do Vídeo: Em Tempo

Nas imagens não é possível identificar se o fato realmente ocorreu dentro da UPP, nem quando foi registrado. Mas, segundo a informante as fotos e o vídeo com partes de ratos foram enviados pelo irmão dela, que é presidiário e cumpre pena na unidade citada. 

Não foi possível confirmar a veracidade das imagens ou se houve algum tipo de montagem. Também não se sabe como o preso teve acesso ao celular para fazer as “imagens”.

Em nota, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) disse que fiscaliza diariamente o fornecimento da alimentação dada aos presos. A pasta foi enfática e afirmou que não houve nenhum registro semelhante recentemente nas unidades.

A Seap ainda informou que não é possível identificar pelas imagens que a marmita de comida, em questão, é da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP). Além disso, o órgão informou que os familiares podem registrar qualquer tipo de queixa, por meio da ouvidoria da secretaria, pelo número (92) 3215-2563 / 0800 092 2567, ou por e-mail: ouvidoriapenitenciaria@seap.am.gov.br.

Fonte: Em Tempo / Bruna Souza

 

Comentários

comentários