Rebelião termina na madrugada de segunda com 18 reféns no Rio de Janeiro

0
159

Terminou no início da madrugada desta segunda-feira (19) a rebelião no presídio Milton Dias, em Japeri, na Baixada Fluminense, que teve início após uma tentativa de fuga, na tarde de domingo (18). Um total de 18 reféns — 8 agentes penitenciários e 10 internos — que ficaram em poder dos detentos foram libertados.
Segundo a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), não há mais reféns em poder dos detentos e três armas, uma granada de efeito moral e uma lanterna, que estavam com os presos, foram entregues.
Antes da libertação, o Grupo de Intervenção Tática (GIT) da Seap entrou no presídio e três detentos foram baleados. Eles foram levados para o Hospital Pedro II e estão com o quadro de saúde estável.

Os agentes foram abordados durante contagem dos presos, por detentos com dois revólveres e uma pistola. A PM enviou para o local o Batalhão de Choque, o Bope e todos os batalhões da Baixada Fluminense. A orientação na corporação é que nenhum policial tem autorização para entrar na unidade.
O presídio Milton Dias tem capacidade para 884 detentos e mantinha em janeiro 2.027presos, segundo o Conselho Nacional de Justiça. Em outubro, o RJTV mostrou um esquema fraudulento que garantia privilégios para alguns dos detentos no Milton Dias.
Em nota, a Seap informou que “na tarde deste domingo, inspetores de segurança e administração penitenciária frustaram uma tentativa de fuga de internos” o que deu início a “um motim”.
Ainda de acordo com a nota, “o secretário de Administração Penitenciária, David Anthony Gonçalves Alves ativou o centro de crise no Centro Integrado de Comando e Controle”.

Fonte: G1 Rio

Comentários

comentários