‘Novinha’ planejou sequestro e a morte de taxista

0
300

Dois homens de 25 e 28 anos e uma mulher, de 22, foram presos suspeitos de cometer dois latrocínios em 48 horas na zona Rural de Manaus. Dois homens foram mortos a facadas no mesmo local, no Ramal do Pau Rosa, situado na BR-174. Entre as vítimas está um motorista de táxi-frete, que teve o corpo encontrado cinco dias após o crime.

A prisão ocorreu no sábado (13) em uma residência no mesmo ramal onde os crimes foram praticados. Eles foram presos em cumprimento de mandado de prisão preventiva e apresentados na Delegacia Geral de Polícia Civil nesta segunda-feira (15).

O primeiro latrocínio ocorreu no dia 8 de janeiro. A vítima dirigia um carro que usava para fazer fretes, quando foi abordado pela mulher suspeita do crime. Segundo o delegado Guilherme Torres, do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) ela conduziu o homem até um sítio abandonado no ramal do Pau Rosa, onde estavam os outros comparsas.

“Ele [vítima] chegou a dizer para não fazer nada com ele, deu a carteira, o dinheiro e só pediu para que não fizessem nada, só que ele foi amarrado, foi conduzido para dentro dessa casa – que era um sítio abandonado – e naquela oportunidade um dos criminosos desferiu facadas contra ele”, afirmou.

Após o crime, os três fugiram com o carro da vítima, que foi encontrado na quinta-feira (11), no km 15 da rodovia BR-174. O corpo do motorista foi encontrado pela equipe do DRCO no sábado (13), na propriedade do sítio.

O segundo homicídio aconteceu dois dias depois, em outro sítio no mesmo ramal. No local trabalhava um caseiro de 37 anos. Segundo o delegado Guilherme Torres, o homem era um desafeto do grupo.

Após roubarem uma espingarda da vítima, o trio teria espancado, esfaqueado e amarrado o corpo do caseiro a uma árvore. Eles chegaram a roubar outros pertences do local, como TVs, DVDs, ventiladores, geladeira, entre outros objetos.

Fonte: Portal do Holanda

Comentários

comentários