Maníaco do Ben-Hur é encontrado pela polícia em Careiro da Várzea

0
652

Denny Vieira da Silva, 30, chamado pela polícia de ‘Maníaco do Ben-Hur’, foi preso, na madrugada desta terça-feira (17), em Careiro da Várzea (a 25 quilômetros a leste de Manaus). Segundo a polícia, com a Bíblia na mão, se passando por pregador evangélico, o suspeito ameaçava mulheres no conjunto Ben-Hur, localizado no bairro Cidade de Deus, zona norte da capital.

Sem a identidade do criminoso, o delegado pediu a ajuda da população para identificar o estuprador (Foto: Divulgação)

De acordo com o delegado Jander Mafra, da Delegacia Especializada em Crimes contra o Idoso (DECCI), o homem estava sendo procurado pela polícia após cometer, no último dia 16 de setembro, estupro seguido de roubo em via pública, no Conjunto Ben-Hur. A vítima foi uma mulher de 26 anos.

Conforme o delegado David Jordão, da 35ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), o homem foi preso por policiais militares, por volta de 1h. Em seguida ele foi levado à 35ª DIP, onde foram realizados os trâmites legais.

“Recebemos denúncias informando a localização de um homem que estava causando transtornos no município. Os policiais militares foram até o local mencionado e conduziram o infrator até a delegacia, onde Denny se identificou com o nome do irmão dele, já falecido. Desconfiamos da identidade do infrator por ele aparentar ter mais idade que a relatada em depoimento. Ao longo da oitiva, o indivíduo resolveu relevar o verdadeiro nome. Após consulta, verificamos a existência, em aberto, do mandado de prisão preventiva em nome do infrator”, explicou Jordão.

Mafra, que respondia pela titularidade do 13º DIP e coordenou as investigações em torno do caso, informou que o crime ocorreu na Rua Plínio Salgado, bairro Cidade de Deus. O delegado disse que a vítima relatou que estava indo trabalhar quando foi abordada por um homem vestindo calça preta social, blusa preta e carregava uma bíblia na mão.

“A vítima disse que no dia do delito o indivíduo a teria abordado e perguntado se ela conhecia um indivíduo chamado Fernando. Ela respondeu que não e continuou andando, sendo acompanhada pelo infrator. Em determinado momento Denny exibiu uma arma de fogo e a levou para um terreno baldio, onde consumou o estupro e, em seguida, roubou o celular e o dinheiro da mulher”, declarou Mafra.

Denny foi indiciado por estupro e roubo. Ao término dos procedimentos cabíveis, ele será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá permanecer à disposição da Justiça.

Fonte: D24 Am

Comentários

comentários