Mãe testemunha filho ser morto por grupo a tiros e facadas em Manaus

0
159
Crime foi no bairro Cidade de Deus, em Manaus (Foto: Adneison Severiano/G1 AM)

Um repositor de supermercado foi perseguido e assassinado na frente da mãe por um grupo na noite de domingo (26), no bairro Cidade de Deus. Os criminosos atiraram contra Jonathas da Silva Pimentel, de 31 anos. O homem ainda foi apedrejado e esfaqueado. A Polícia Civil investiga se o crime tem ligação com a disputa de facções na Zona Norte da capital.

O repositor foi atingido com 11 tiros, teve corpo esfaqueado e a cabeça atingida por pedradas. Uma das facadas atingiu o coração e o rosto do repositor. Toda a cena de violência foi presenciada pela mãe, que implorava para o filho não ser morto.

“Meu filho estava ajeitando o carro e ia para casa, quando chegaram essas pessoas e correram atrás dele. Mataram ele em frente da casa da irmã. Corri gritando pela rua para eles não matarem meu filho, mas não adiantou. Mataram ele na minha frente”, desabafou a mãe, uma dona de casa de 52 anos, que não quis ser identificada.

Segundo a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Pimentel morava no conjunto residencial Viver Melhor e fazia uma visita à mãe, que mora no bairro há três meses.

Por volta das 22h30, o repositor mostrava um carro, modelo Astra, para amigos quando um outro veículo, modelo Siena, branco, parou em frente da casa da família. Os amigos e Pimentel correram para se proteger. Ao menos cinco homens perseguiram a vítima, que foi alcançada poucos metros depois em frente à casa de uma irmã.

A vítima tinha passagem na polícia por tráfico de drogas. Jonathas Pimentel havia sido preso pela polícia há cinco anos. “Meu filho nunca morou aqui e não disse se estava sendo ameaçado”, informou a mãe.

O caso deve ser investigado pela Polícia Civil.

Fonte: G1

Comentários

comentários