Juiza decreta prisão preventiva para jovens que mataram youtuber de 14 anos; família doará os órgãos

0
491

A juiza substituta Amani Khalil Muhd Ciuffi, da Vara Criminal de Pontal do Paraná, converteu a prisão em flagrante dos irmãos Everton e Cleverson Vargas, que são suspeitos da morte da modelo e youtuber Isabelly Cristine Santos, para preventiva.
O crime ocorreu na madrugada desta quarta-feira (14), entre os balneários Ipanema e Praia de Leste, em Pontal do Paraná, no litoral do estado. Os suspeitos foram presos em uma casa em Pontal. Nesta quinta, eles falaram com exclusividade à RPC.

Conforme a polícia, não têm antecedentes criminais, e a arma encontrada com eles é registrada. O caso é investigado pela Delegacia de Pontal do Paraná.
O corpo da adolescente, que tinha 14 anos, está sendo velado na Capela Municipal Nossa Senhora do Carmo, em Paranaguá, desde às 16h30 desta quinta. O enterro será no Cemitério Municipal Nossa Senhora do Carmo, na manhã de sexta-feira (16).
O cabelo da modelo será doado ao Instituto Peito Aberto, de Paranaguá. Segundo a mãe, Rosania Domingos Santos, a doação era um desejo de Isabelly.

(Foto: Reprodução/Facebook)

Doação de órgãos
A Secretaria da Saúde do Estado do Paraná (Sesa) confirmou a compatibilidade do pâncreas e do rim de Isabelly com dois pacientes de Fortaleza e São Paulo.
O fígado dela foi transplantado na manhã desta quinta, em Curitiba. O Hospital Nossa Senhora das Graças disse que só poderá comentar sobre o resultado do procedimento médico nesta sexta.
Os órgãos foram doados com autorização da família logo após a confirmação da morte cerebral.

Entenda como aconteceu o crime

Isa, como era conhecida, foi baleada um pouco acima do olho esquerdo, por volta das 2h. Ela estava no banco de trás de um veículo branco, junto com a mãe. Na frente, conforme a polícia, estavam um amigo e o pai do amigo.
O pai do amigo é Herbert Luiz de Félix, que dirigia o veículo. Em depoimento à Polícia Civil, ele disse que foi fechado por um carro pouco antes do crime.
Ele relatou ainda que, logo após a fechada, o carro parou a cerca de 60 metros e que um dos ocupantes do veículo, sem descer do mesmo, efetuou três disparos contra o carro onde estava Isabelly.
No Boletim de Ocorrência final da polícia, consta que, no momento da abordagem dos suspeitos, Everton Vargas confessou ser o autor dos disparos e Cleverson afirmou estar junto quando os tiros foram efetuados.
Everton afirmou que houve um desentedimento de trânsito e que o motorista do outro carro teria realizado uma manobra brusca. Ao sentir-se ameaçado, ele efetuou os disparos em direção ao veículo.

Fonte: G1 Paraná

Comentários

comentários