Homem que teria matado de entregador de pizza se entrega à polícia e acusa vítima de assédio

0
154

O suspeito de espancar e matar um entregador de pizza em Taubaté se apresentou à polícia nesta terça-feira (30) e confessou o crime. Segundo ele, a vítima teria assediadio a filha dele, de 16 anos, e as amigas dela. A ação foi na noite da última quinta-feira (25) no bairro Gurilândia. O homem vai responder pelo crime em liberdade e a polícia apura a versão dada por ele em depoimento.

De acordo com o delegado Horácio Campos, responsável pela investigação, o autor do crime disse que o vendedor tirava fotos da filha dele e das amigas dela na rua, a distância, sem o consentimento das meninas.

“A menina contou para a mãe que já fazia alguns dias que a vítima estava agindo dessa forma. Ele fotografava de dentro do carro. O pai da menina ficou sabendo e quando viu o rapaz vendendo pizza, o agrediu. A princípio a intenção dele não era matar”, afirmou o delegado.
Depois de matar, o pai pegou o celular do vendedor, que também foi entregue à polícia. O celular vai passar por perícia. A vítima usava um carro para vender pizzas porta a porta. Ele era de Pindamonhangaba e tinha passagem apenas por dívida de pensão alimentícia.
A princípio, o boletim de ocorrência foi registrado como homicídio, mas com a versão do homem, passou para lesão corporal seguida de morte. O caso continua sendo investigado. Novas testemunhas serão ouvidas nos próximos dias.

Fonte: G1

Comentários

comentários