Guarda que ajudou a fazer parto de grávida é convidado para ser padrinho

0
138

A dona de casa Cintia da Silva Santos, de 22 anos, contou com a ajuda do guarda municipal Ivon Alves de Souza para dar à luz dentro de um carro em Valparaíso de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. Para agradecer à atitude dele, ela e o marido, o serralheiro Plato Sousa de Carvalho, decidiram convidá-lo para ser padrinho de Ana Beatriz da Silva Sousa.
“Fiquei muito nervosa, não sabia o que fazer, ele foi um anjo para mim. Se não fosse ele, não sei o que fazeria, meu marido também ficou nervoso. Toda minha família gostou dele”, contou a mãe ao G1.
Ana Beatriz nasceu no dia do Natal, 25 de dezembro. Cintia conta que as contrações vieram de repente e fortes. Assim, o marido pediu ao dono da casa que alugam que emprestasse o carro para que fossem ao hospital.

O casal não conseguiu atendimento na primeira unidade de saúde que procuraram e foi para outro hospital. Porém, o parto começou antes de ela conseguir descer no local. Nervoso, o pai pediu ajuda ao guarda.
“No primeiro momento, fiquei nervoso igual ao pai, paralisado, mas depois Deus me deu uma graça, pegamos as rédeas e fomos em frente”, disse Souza.
Logo depois, os enfermeiros chegaram ao carro, pegaram a recém-nascida e fizeram os procedimentos necessários. A menina e a mãe receberam alta no dia seguinte.
Três dias depois, Souza e o outro guarda que estava no hospital foram à casa da família. Na ocasião, o casal fez o convite para que o agente apadrinhasse Ana Beatriz, e ele aceitou.
“Vamos estar sempre presentes aqui, a gente vai ver esta garota crescendo”, afirmou.

Fonte: G1 Goiás

Comentários

comentários