Funcionário público com posse de arma reage a assalto e mata o bandido

0
135

O servidor estadual Francisco Rosa, de 60 anos, reagiu a um assalto e matou o atirador nesta sexta-feira (29), segundo informou a Polícia Civil. De acordo com a corporação, ele estava em um ponto de ônibus com a mulher quando foi abordado por dois criminosos e atirou sem tirar a arma da mochila.
“O rapaz que morreu estava com a arma na mão e a colocou no pescoço dele. Ele tinha uma arma na bolsa, tipo uma pasta de lado, e atirou sem tirar a arma de dentro”, disse o delegado que foi ao local do crime, Carlos Caetano, da Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH).
O caso aconteceu por volta das 7 horas, em uma praça do Bairro Goiá. Segundo a polícia, os assaltantes estacionaram um Ford Fiesta nas proximidades, desceram do veículo e se deslocaram até o ponto de ônibus, onde estavam o casal e outra passageira, e os abordaram.
Conforme Caetano, após um dos assaltantes ser baleado, ele e o comparsa voltaram para o carro e tentaram fugir. Porém, o motorista bateu o veículo contra um caminhão e morreu no local. Já o comparsa fugiu. A Polícia Civil faz buscas pelo criminoso.

Francisco Rosa reagiu e atirou contra assaltante em ponto de ônibus (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)

Investigação
Para Caetano, depoimentos reforçam a tentativa de assalto. “A investigação e a perícia vão apontar a dinâmica, mas pelas entrevistas com testemunhas e vizinhos acreditamos que eram assaltantes”, explicou o delegado.

A arma do servidor se trata de um revólver calibre 38, que será periciado. Segundo o delegado, Rosa tem posse de arma, mas ainda não há a informação se ele possui o porte, que o autoriza a transportar a arma. Já o revólver do assaltante não foi localizado.
A assessoria de imprensa da Polícia Civil informou que Rosa trabalha como assistente de gestão administrativa no Instituto de Criminalística. Após ser baleado, ele foi encaminhado para o Hospital Estadual Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol). “O tiro atravessou o pescoço, mas não atingiu nada, está consciente”, explicou o delegado.
De acordo com boletim médico divulgado pela unidade de saúde, Rosa tem quadro regular, está consciente e respira espontaneamente.

Fonte: G1 Goiás

Comentários

comentários