Família é encontrada morta após queda de avião

0
423

Os corpos da família, que estava desaparecida desde sábado (9) depois de decolar em uma aeronave, de Colniza com destino a Juara, a 1.065 e 690 km de Cuiabá, respectivamente, foram encontrados pela Força Aérea Brasileira (FAB) na manhã desta quarta-feira (13) em uma área de mata na região de Juruena, 893 km de Cuiabá.
Em nota, a FAB disse que os corpos foram encontrados por volta de 10h30 (horário de Brasília), depois que os militares percorreram um trajeto de mata fechada. A equipe de resgate chegou aos destroços e encontrou sem vida o piloto Leandro Ferreira Pascoal, de 28 anos, a mulher dele, Francieli Reseto Pascoal, e o filho do casal, Felipe Pascoal, de 1 ano e 7 meses.
Os militares da FAB trabalham no resgate dos corpos. A assessoria do Corpo de Bombeiros informou que um grupo de militares está na base de Juína, 737 km de Cuiabá, e deve ir a Juruena para ajudar no resgate dos corpos.

“O Centro de Comunicação Social da Aeronáutica informa que na manhã desta quarta-feira (13), por volta das 10h30 (HBV) e após percorrer trajeto de mata fechada, as equipes de resgate da FAB chegaram aos destroços da aeronave PU-MMT, acidentada no estado do Mato Grosso no último sábado (9). Infelizmente, todos os três ocupantes – um homem, uma mulher e uma criança – foram encontrados sem vida. No momento, os militares da FAB trabalham no resgate das vítimas”, diz a íntegra da nota divulgada pela FAB.

Desaparecimento
Leandro tinha feito o último contato às 10h30 [horário de Mato Grosso] no sábado. Ele disse à família que estava sobrevoando Juruena e estava a 40 minutos de Juara. No contato, ele pediu que os parentes esperassem por eles no aeroporto de Juara. Conforme a família, Leandro tinha costume de fazer esse trajeto havia quatro anos.
As buscas pela FAB começaram no dia seguinte ao desaparecimento da aeronave. Dois aviões sobrevoaram a área de mata fechada, até que nessa terça-feira foram encontrados os destroços. Os militares desceram e fizeram buscas por terra nesta quarta-feira.

Fonte: G1

Comentários

comentários