Encontro das águas vai ganhar base de policiamento fluvial ainda este mês, diz SSP

0
112

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) planeja inaugurar até o final do mês de março uma nova base fluvial de policiamento na região do Encontro das Águas, em Manaus, para combater o tráfico de drogas, crimes de pirataria e contra o meio ambiente. A informação é do vice-governador e Secretário de Segurança, Bosco Saraiva, que nesta segunda-feira (19/3) reuniu com o Comando do 9° Distrito Naval para acertar detalhes de uma cooperação técnica para integração da Marinha do Brasil ao projeto.
A nova base fluvial será montada em uma balsa flutuante que será instalada em um ponto estratégico entre a Ceasa e o encontro entre os rios Negro e Solimões, na orla de Manaus. A estrutura contará com lanchas e equipes da Polícia Civil e Polícia Militar, que ficarão responsáveis por fiscalizar embarcações e apurar ocorrências em comunidades ribeirinhas.

FOTO: Aguilar Abecassis

De acordo com Bosco Saraiva, o principal foco é o combate ao tráfico de drogas. Mas a nova base também permitirá enfrentar outros ilícitos. “Estamos estudando um termo de cooperação técnica com a Marinha no sentido de desenvolver, de forma conjunta, um trabalho de patrulhamento da orla de Manaus a partir da base fluvial no encontro das águas, onde estrategicamente nossas equipes farão os cuidados de proteção da mesma”, destacou.

Para o vice-almirante Carlos Alberto Matias, Comandante do 9° Distrito Naval, a nova base fluvial ficará em uma área focal para o combate aos ilícitos e melhoria da segurança do tráfego aquaviário de Manaus. “Será possível reduzir os ilícitos do entorno. É uma região focal para onde convergem muitas das atividades ilícitas do ponto de vista da segurança, do tráfego aquaviário e controle do meio ambiente. Passaremos a fazer as mesmas atividades que já realizamos nessa base nova que será criada”, adiantou.

Além do secretário de segurança, participaram da reunião desta segunda-feira com o 9° Distrito Naval da Marinha do Brasil o secretário de Inteligência, Herbert Lopes, o Delegado-geral da Polícia Civil, Mariolino Brito, e o delegado-geral adjunto, Antônio Chicre, e o Comandante-Geral da Polícia Militar, Coronel David Brandão, e o subcomandante-Geral, coronel Álvaro Cavalcante.

Fonte: Assessoria de Comunicação SSP

Comentários

comentários