Cunhado de professora assassinada confessa crime e afirma que a mandante foi a irmã da vítima

0
278

A professor Alessandra Gomes Teixeira, assassinada a facadas na terça-feria (6), no município de Itacoatiara, região metropolitana de Manaus, teria sido morta a mando da irmã. A informação foi repassada pelo próprio marido da suspeita, que foi preso pelo crime. A mulher ainda não foi localizada.
As investigações iniciaram na quarta-feira (7). Durante a manhã, o cunhado foi levado para a delegacia para prestar esclarecimentos sobre o fato e foi preso durante a tarde após confessar a autoria do crime. Ele disse que cometeu o assassinato por dinheiro.

Em depoimento, ele disse que esfaqueou a cunhado obedecendo a uma ordem da esposa, que é irmã da vítima. A suspeita mora em Manaus e estava precisando de dinheiro. O cunhado da professora contou que os dois planejaram o crime juntos, porque a irmã sabia o dia em que a vítima receberia o salário.De acordo com a polícia, a irmã, para tentar esconder sua participação no crime, lamentou a morte da vítima em uma rede social. “Deus sabe de tudo”, diz ela em trecho da postagem.

Alessandra Gomes tinha 35 anos e faria aniversário no dia 14 de março. Ela deixa três filhos. O mais novo, de 3 anos, estava no quarto onde o crime ocorreu e presenciou o homicídio da mãe.
Até o início da tarde desta quinta-feira (8), a mulher ainda não havia sido localizada. A Polícia Civil aguarda a irmã se apresentar espontaneamente na Delegacia de Polícia do município nesta tarde.

Fonte: G1 Amazonas

Comentários

comentários