Corajoso: Homem rouba casa de traficante em Manaus

0
239

A polícia prendeu um jovem de 22 anos suspeito de cometer dois homicídios em janeiro e março deste ano no bairro Gilberto Mestrinho, Zona Leste de Manaus. Segundo a polícia, as vítimas, ambas de 22 anos, estariam envolvidas em um roubo na casa de um traficante ainda não identificado. Após ser procurado pelo traficante, o suspeito, identificado como Lucas dos Santos Brás, negou que tivesse cometido o roubo e apontou os comparsas como autores. Os dois procuraram o suspeito [Lucas] e o agrediram fisicamente. Para se vingar, ele teria matado os comparsas.
O suspeito foi preso na manhã de quinta-feira (9), enquanto saía da casa onde morava no bairro São Francisco, Zona Sul da cidade. Ele foi apresentado em coletiva de imprensa realizada na Delegacia Geral, na manhã desta sexta-feira (10). O suspeito não quis comentar as acusações.
Segundo o delegado titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Juan Valério, o suspeito foi identificado após postar uma foto no Facebook com o relógio furtado da casa do traficante.

“A partir da prisão do Lucas conseguimos desvendar dois homicídios, um ocorrido em janeiro e o outro em março. Na verdade, o Lucas foi reconhecido porque ele postou uma foto no Facebook com o relógio que foi furtado dentro da casa e aí ele foi procurado pelo traficante e ele falou que não, que na verdade tinham sido dois conhecidos dele que teriam furtado a residência e teriam lhe passado alguns pertences”, informou o delegado.
Homicídios
Ainda segundo a polícia, o bando do traficante teria abordado as duas vítimas e elas foram agredidas fisicamente, ocasião em que comprovaram que não tinha sido as autoras do roubo e sim Lucas.
“Como eles [as vítimas] já tinham sofrido diversas agressões, eles foram se vingar, procuraram o Lucas e o agrediram fisicamente e desde então o Lucas tinha jurado eles de morte e em janeiro, ele foi com outra pessoa até um posto de gasolina, segundo testemunhas, e agrediram a primeira vítima, que já tinha passagem por tráfico. Ele foi morto a cadeiradas e pauladas”. contou Valério.

A segunda vítima estava em frente à sua residência, quando foi executada. “Temos todas as testemunhas confidenciais e oculares do crime. Aliado a isso, também conseguimos uma publicação dele [suspeito] em redes sociais, em que ele assume que as duas pessoas que lhe fizeram mal que já tinham sido mortas e ele estava cheio de ódio. Apesar de todas as provas, ele nega e diz que tem um álibi de que estaria em uma casa de recuperação no Tarumã”, afirmou.
Lucas foi indiciado por homicídio qualificado e permanecerá sob custódia na especializada até o término dos procedimentos cabíveis em torno do caso.

Fonte: G1 Amazonas

Comentários

comentários