Cinco suspeitos de envolvimento na morte de amazonense na Venezuela são detidos

0
162

Cinco suspeitos de terem assaltado e matado o turista amazonense Amaury Castro da Silva, de 47 anos, em Puerto Ordaz, na Venezuela, foram presos nessa terça-feira (16). As informações são da Secretaria Estadual Extraordinária de Gestão Internacional (Seegi) de Roraima. Entre os detidos está um adolescente de 16 anos. O caso ocorreu no último sábado (13). O corpo dele foi sepultado ontem em Manaus.

De acordo com a secretaria, os envolvidos foram detidos num povoado entre as cidades de Upata e San Félix, próximo de onde ocorreu o crime. Na imprensa local, dois suspeitos foram identificados como Ovier Campos, de 28 anos, e Yasmina Suarez. Outras duas pessoas ainda não foram identificadas.

A Seegi disse ainda que o Grupo de Investigação Penal e Criminal especializado em homicídio e sequestro do estado de Bolívar, na Venezuela, vai continuar as investigações.

Todos os suspeitos foram encaminhados para a cidade de San Félix, onde estão detidos.

Morte

O amazonense Amaury Castro da Silva, 47, morreu nos braços do filho de 16 anos na noite do último sábado (13) após ser vítima de latrocínio em uma emboscada nas proximidades da cidade de Puerto Ordaz, Venezuela. Durante tentativa de assalto, Amaury levou um tiro no peito e morreu.

A família de amazonenses estava em um dos sete carros que formavam o comboio de turistas que sofreu emboscada em uma rodovia venezuelana entre as cidades de Puerto Ordaz e San Felix.

Amaury, que é funcionário do setor administrativo da empresa Rico Linhas Aéreas, estava de férias com a família e tinha saído de Manaus na quinta-feira (11) com destino ao país vizinho.

O enterro do amazonense ocorreu ontem no cemitério Parque Tarumã sob forte comoção por parte de amigos e familiares.

Fonte: Acrítica / Oswaldo Neto

Comentários

comentários