Arthur x Bolsonaro, Arthur diz que Bolsonaro não aguenta um peteleco no debate

0
698

Em entrevista ao UOL, publicada neste domingo, 8, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), critica o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), o prefeito de São Paulo, João Dória, e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. Os três são pré-candidatos a presidente da República, cargo que Arthur também pretende disputar.

Sobre Bolsonaro, Arthur disse que “é um sujeito de caráter fascista, homofóbico e que solta os jargões e faz piadas sobre o Lula e a Dilma para ganhar voto”. O prefeito lembrou da vida do deputado a Manaus, quando foi buscado no aeroporto por 2 mil pessoas, e emenda: “Ele fica justificando a tortura… Isso é a falência de todos os partidos. O Bolsonaro não aguenta um peteleco num debate com ninguém. Pelo menos, não comigo”.

Sobre Dória, Arthur diz que ele não tem legitimidade para disputar a Presidência da República. “Acho que ele não tem legitimidade para ser candidato, não tem preparo. Ele vai dizer o quê? Que administrou a empresa dele? A empresa dele nunca produziu nada. A empresa dele produzia eventos com empresários e propunha algumas benemerências. E sempre com a ajuda de governos de Estados e municípios”

As críticas ao governador Alckmin também foram duras. Arthur disse que ele não entende a importância da Amazônia e governa olhando apenas para São Paulo, que ele chama de visão “paulistocêntrica”. “Ele não entende de Amazônia. É cafona não entender de Amazônia. É out, para usar uma linguagem de colunista. O Brasil sem a Amazônia seria um Chile mais gordinho. Um país sem grande expressão. O Alckmin precisa ser beliscado e acordar para as regiões Norte e Nordeste”.

Foto: Divulgação

 

Fonte: Amazonas Atual

Comentários

comentários