MANAUS: Suspeito de estuprar mais de dez mulheres é preso

0
968

De acordo com processos disponíveis no site do TJAM, Alder responde a processos desde 2009. Nos documentos, as mulheres, em sua maioria universitárias de uma faculdade particular, localizada na Avenida Rodrigo Otávio, denunciaram que o homem as abordava ao oferecer carona informando que também estudava na unidade de ensino.

Em alguns casos, após a recusa da carona, Alder rendia as mulheres simulando estar armado e as obrigava a entrar no carro. Em seguida, as levava para ruas do bairro Mauazinho, na zona leste, onde as estuprava ou as forçava a praticar atos libidinosos.

Alder, segundo consta no TJAM, chegou a ser condenado por estupro em 2012 e foi conduzido ao Hospital de Custódia, após alegar ser uma pessoa com deficiência mental.

Fonte: D24Am

Comentários

comentários