Além do ator Dado Dolabella, justiça decreta prisão do cantor Latino

0
517

A Policia Civil de São Paulo prendeu o ator Dado Dolabella na noite desta segunda-feira (5) após a Justiça do Rio expedir um mandado de prisão por falta de pagamento de pensão alimentícia.
Segundo a polícia, o ator deve R$ 196 mil de pensão. Se não pagar, pode ficar até dois meses na cadeia.

Na tarde desta segunda, uma mulher procurou os policiais do 5º Distrito Policial, na Aclimação, e apresentou o mandado de prisão. A denunciante disse saber onde Dolabella estava escondido.
Ela levou os policiais até um apartamento em Moema, bairro nobre na Zona Sul da capital paulista. Dado Dolabella foi preso e levado para a delegacia.
“Esse valor da pensão está errado, é um valor que eu não recebo mais. Eu queria poder dar mais pro meu filho”, afirmou Dolabella.
O ator foi preso por volta das 9h após ele sair do apartamento de um amigo na Rua Juquis para ir à academia. Os policiais ficaram esperando o ator na rua por três horas.
Segundo a polícia, ele não resistiu à prisão e chorou quando chegou à delegacia. Antes de ser preso, Dolabella foi levado ao IML (Instituto Médico-Legal) Central onde fez exame de corpo de delito e depois foi encaminhado para o 33º DP, em Pirituba, na Zona Norte.
“Os advogados vão recorrer. A gente vai tentar recorrer, tentar fazer um acordo com ela, é isso, a Justiça escolheu isso, vamos acatar”, disse o ator.
Dado foi condenado em dezembro do ano passado a pagar pensão alimentícia a um dos filhos dele. Ele chegou a ser preso em agosto, mas conseguiu uma liminar para não ficar na cadeia.
Não há informações se o ator será transferido para o Rio de Janeiro, onde foi condenado. Caso não pague a pensão, ele vai cumprir dois meses de prisão.

Cantor Latino

O cantor Latino pode ser preso por causa de uma dívida de pensão alimentícia que chega a mais de R$ 60 mil. Ele tem uma filha de nove anos com Neusimar Cosendei que vie em Manhuaçu, na Região da Zona da Mata de Minas Gerais.
De acordo com o advogado dela, Fauze Gazel Junior, a 1ª Vara Cível da cidade determinou a prisão de Latino por não pagar o benefício. “Ele foi condenado em primeira instância por causa da dívida que se arrasta por anos”, disse ele.

Fonte: G1

Comentários

comentários